Palavra do Cliente

A ClickMonografias é um site composto pelos melhores e mais diversos profissionais, das mais variadas áreas de estudo e do mais variados níveis acadêmicos, possuem diversos temas de monografias prontas, monografias prontas que são personalizadas para atender exatamente a nossa necessidade, além de ter sido muito bem atendida e orientada, comprei um excelênte trabalho de monografia pronta, recomendo a todos.

CLIENTE - Marcela Ostern

NOTÍCIAS E ARTIGOS

PARA ESCREVER A MONOGRAFIA É PRECISO PESQUISAR: ALGUNS DADOS PARA A COLETA DE INFORMAÇÕES NO SEU TRABALHO

Várias são as técnicas para coletas de informações que dêem aporte a sua abordagem metodológica – daí uma seção na monografia que chamamos de Metodologia da Pesquisa - , envolvendo análises de dados e informações. O momento de coletar dados é após a definição do tema e do campo em que se irá pesquisar. Importante é coletar dados a partir do problema a ser investigado e exposto no projeto de pesquisa da monografia.

Dependendo do objeto de estudo da monografia vários são os instrumentos de coletas de dados. Cuidado para não deixar a metodologia da pesquisa vaga e sem produtividade para o arcabouço final da sua escrita da monografia. Atenção: a maioria dos trabalhos têm solicitado às assessorias acadêmicas a revisão de literatura. Mas talvez há outros caminho de abordagens para a sua pesquisa.

Sua pesquisa pode ser uma avaliação qualitativa ou quantitativa. Nesta o pesquisador irá medir variáveis. Na primeira irá descrever comportamentos das variáveis. Se uma pesquisa for qualitativa não quer dizer que se abstenha de apresentar dados quantitativos. Isso é enriquecedor para o seu campo de estudo.

Para saber com qual das duas você procederá, algumas etapas sugeridas:

- Liste o que pretende medir ou descrever;

- Revise o significado e a definição de cada variável apontada;

- Escolha a pesquisa quantitativa ou qualitativa.

Algumas áreas de concentração pedem uma metodologia em detrimento da outra. Nas pesquisas da área de Humanas as variáveis podem ser estudadas a partir do comportamento atitudinal de um universo de amostra. Considerando que uma turma, de um colégio X, da cidade Y tenha sido estuda pelo professor de Geografia, quando este coletou dados sobre as aulas com mapas políticos. Apresentou-se aqui um exemplo de predisposição aprendida pelo sujeito, ou seja, houve a definição de um campo, do seu comportamento e de outros indicadores de conduta.

Qualitativamente, o professor poderá expressar a sua pesquisa no determinado universo de amostra, a turma do colégio X, em formato de questionário que deverá estar exposto no anexo. O pesquisador ordena as perguntas de forma consistente e pertinente ao objetivo de sua pesquisa, determinando todas as variáveis apontadas.

Outra apresentação é a entrevista que tem sido aplicada às pesquisas com o universo de amostragem na área de Humanas. Para aplicar as perguntas o aluno deve estar preparado e ter habilidades tais como a observação. Ela deve ser bem planejada, com os objetivos delineados. Deve lançar suposições sobre o grupo que será entrevistado e apontar questões secundárias que poderão aparecer nas entrevistas.

Nas pesquisas da área de Humanas, considera-se a OP – observação participante – como método para aqueles que prestam estágio em clínicas de aprendizagem, incubadoras, empresas juniores dentre outros. O pesquisador coleta, com informação da instituição e permissão por escrito, os dados de um grupo, fazendo projeções e observando o seu cotidiano. Neste campo de pesquisa o aluno costuma apresentar os seus relatórios de estágio, os quais também podem constar como parte integrante da metodologia.

A revisão de literatura, o método mais utilizado atualmente, presume que o pesquisador coletará a bibliografia necessária e avaliará todas as fontes e escritos coletados, demonstrando, com segurança, as seguintes habilidades:

- Descrição de tendências atuais ou não;

- Comparação de diferentes autores;

- Auditoria de conteúdos confrontando-o com diversos padrões;

- Aplicação de padrões;

- Mensurar as mensagens de forma clara;

- Descoberta de estilos;

- Identificação das intenções de cada autor;

- Desvendar os dispositivos legais e correntes de acordo com a leitura;

- Fazer uma pré-análise;

- Descrever analiticamente o material selecionado;

- Interpretar cada mensagem fazendo inferências.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

FILHO, DP & SANTOS, J. A . Apresentação de trabalhos científicos: Monografia – TCC – Teses – Dissertações. São Paulo: Futura, 2000, 140 páginas. (exemplar do professor)

MARTINS, GA & LINTZ, A. Guia para a elaboração de monografias e trabalhos de conclusão de curso. São Paulo: Atlas, 2000 (exemplar do professor)